ARUBA : uma cilada financeira pela realização de um sonho – PARTE 2

Quando pensava em Caribe, logo imaginava um hotel lindo, de frente para o mar, e claro, ALL Inclusive. Mas, não foi bem assim que conheci Aruba.

Tirando a falta de informação da época (leia aqui), é super possível conhecer um destino do Caribe (ou de qualquer outro lugar do Mundo) sem gastar tanto com hospedagem.

Quando penso em um novo lugar que quero conhecer a primeira coisa que faço é ver como estão os preços no Airbnb e em hostels (minha opção preferida pela interação e troca de experiências).

Aruba no Airbnb foi uma surpresa boa, pois as acomadações estavam super em conta, preços MUITOO mais baixos que o que estava acostumada no Brasil e quartos e casas excelentes!

Escolhemos esse quarto que também tinha uma cozinha pequena que dava pra fazer uma comidinha (= macarrão rs) e lanches para levar nos rolês, e nisso dar uma boa economizada.

Tivemos o privilégio de ter uma host, Yari, fofíssima que nos ajudou muito a buscar melhores preços no aluguel de carro e a agendar passeios que realmente valiam a pena, já que o orçamento estava bem apertado. Outro ponto positivo de se hospedar em um airbnb.

Em 2016 a diária da suíte na casa da Yari era de R$202 + taxa de limpeza e serviço. No total, gastamos R$2326 por 10 dias na Ilha.

Aleatoriedades sobre Aruba

– Brasileiros não precisam de visto para entrar no país (um gasto e preocupação a menos).

– O slogan de Aruba é  ‘One Happy Island’ – com razão!

– A língua que eles falam se chama Papiamento, uma mistura de diversas línguas como holandês, inglês, espanhol e dialetos indígenas. O comediante Marcelo Adnet fez uma viagem MUITOO legal e engraçada pelo país e recomendo assistir independente dos seus planos de conhecer o lugar. Morro de rir todas as vezes que vejo!

Episódio 1

 

Episódio 2

 

 

– Apesar de olharmos em volta e só vermos aquele mar turquesa, a paisagem interna da ilha é como se fosse um desertão, com cactos, calangos andando e muuuita terra batida.

– O clima é estável e a ilha está fora das zonas de tufão que são comuns no Caribe, chovendo em média 2x no ano!! E aí você se pergunta, como que eles têm água só com isso de chuva?! Pois é, eles dessalinizam a água do mar e utilizam ela pra tudo, inclusive para beber, de tão limpa que fica.  Durante toda nossa estadia não compramos água, enchíamos todas as garrafas com água da torneira!!

É Brasil, temos muito que aprender com os países que já sentem a escassez de ítens básicos como água.

– Venta MUUUUUITO!!..mas é o que alivia o calor. A média de vento é de 40km/h..e na praia precisa colocar pedras pra segurar as cangas e se acostumar com a saraivada de areia.  Esse é outro ponto que a ilha usa a favor dela. Eles já têm alguns campos eólicos e até 2020 planejam ter 100% da energia utilizada no país proveniente de fontes renováveis.

– Aruba é dependente do Reino dos Países Baixos.. Papiamento, Holândes e Inglês são as línguas mais usadas.

– As pessoas têm o hábito de levar seus coolers e lanchinhos para as praias, não é farofa!! Fizemos isso quase todos os dias depois que Yari nos emprestou o cooler =D

– A tranquilidade de deixar as coisas na areia e ir dar um mergulho looongo no mar é indescrtitível! Confesso que nos primeiros dias não conseguíamos ficar sem olhar, mas depois fomos nos acostumando e foi maravilhoso!

– Cada por do sol que vimos foi uma expriência inesquecível e única!!

– Fazer snorkling em Boca Catalina foi maravilhoso e ver tanta vida marinha e cor embaixo d’agua foi sensacional!! Pra quem mergulha, a ilha tem diversos pontos que são o sonho de qualquer mergulhador!!

– Não foi só por uma promoção que escolhi Aruba. Minha vontade de conhecer o lugar começou há uns anos quando conheci o instagram de uma professora de yoga que mora lá, Rachel Brathen (@yoga_girl). Quando vi a promoção não tive dúvida de que era a hora de conhecer esse paraíso.

A Rachel tem muitos projetos legais pelo mundo e principalmente na Ilha, incluindo um estúdio de yoga maravilhoso que recomendo pra quem estiver passeando por lá.  Sigam o insta dela e do estúdio e também fiquem apaixonados: @yoga_girl@island.yoga

– Site oficial do país: aruba.com

 

 

 

 

 

Tá, gostei do que eu vi até agora. Mas o que fazer em Aruba?

Basicamente, ficar sentada em praias paradisíacas com uma cerveja ou vinho na mão e agradecendo por toda a existência e oportunidade de conhecer um lugar como esse. Ou pegar o carro e ficar sem ar de não parar de ver aquele mar azul sem fim!

Ou alugar um SUP, ou caiaque, ou fazer yoga, massagem, gastar uma grana num casino ou nas lojinhas maravilhosas que têm por lá.

Passeios de barco, snorkling, brunch num barco.. opções não faltam.

As praias na ilha são bem democráticas, desde as agitadas como Palm Beach (praia onde os grandes hotéis ficam. Estão sempre com bastante gente e tem ótimos bares e restaurantes) até as ultra traquilas e distantes como Mangel Halto, um oasis perdido com água cristalina, vários tons de azul e verde ao redor. Tem também a popular e paradisíaca Baby Beach, Boca Catalina, Arachi Beach..cada parada é uma surpresa boa.

 

 

 

 

Espero que tenham conseguido ter uma idéia do que é Aruba.

Fiquem à vontade pra me procurar pra saber algum detalhe que faltou ou que ficaram em dúvida!!

Super abraço cheio de saudade de Aruba!!

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s